Publicado por: Filipe de Arede Nunes | 08/10/2009

Debate entre os candidatos à Assembleia Municipal do Seixal

AM_01

Realizou-se ontem o último debate, de uma serie de oito, relativos às eleições autárquicas do próximo domingo. O debate de ontem foi entre os candidatos à Assembleia Municipal do Seixal.

O debate de ontem foi peculiar. Em primeiro lugar, porque ao contrário dos outros, neste não estiveram presentes quaisquer apoiantes do PCP. O próprio candidato Joaquim Judas fez apenas a apresentação inicial e final, tendo no entretanto sido substituído pelo número 2 Paulo Silva enquanto o primeiro estava numa acção de campanha do PCP.

Foi curiosamente Joaquim Judas o primeiro a tomar a palavra tendo feito uma prelecção sobre as competências do órgão que é, como todos sabemos, o fiscalizador da actividade da edilidade.

Em segundo lugar falou o representante do CDS, substituindo a cabeça de lista que não podia estar presente. Fez um discurso onde se quis pautar por ser diferente e que o CDS está no Seixal exclusivamente para lutar pelo interesse da população.

Depois foi a vez de Nuno Tavares do PS. Foi, provavelmente, o candidato com o discurso mais agressivo de todos. Colocou em causa a postura do partido da maioria na Assembleia Municipal e trouxe inúmeros exemplos da forma como este órgão se encontra manietado pelo executivo e maioria.

Em quarto lugar interveio Vitor Cavalinhos candidato pelo BE. Tem muita experiência em questões políticas tendo, inclusive, sido já membro da Assembleia Municipal pelo PCP. Protestou contra a desconsideração que considera existir pelo PCP relativamente ao funcionamento da Assembleia Municipal e a forma incorrecta como este órgão reúne, sobretudo fora de horas e em más condições.

Finalmente foi a vez de Luís Rodrigues candidato do PSD. Lançou para a mesa, de forma decisiva, o facto de o PCP menorizar o papel da Assembleia Municipal. Juntou-se ao rol de críticas dos candidatos do PS e do BE relativamente às condições em que o órgão funciona e não se esqueceu de criticar, com veemência, a política do PCP como poder executivo no Seixal.

O debate ontem não foi particularmente animado. No período aberto à população só intervieram pessoas ligadas, directa ou indirectamente, à população. Paulo Silva, o cooptado para estar presente na ausência de Joaquim Judas, foi verdadeiramente massacrado pelas intervenções do público. Agitador nado, incendiário, habituado a gozar deliberadamente com tudo e todos, fruto de uma arrogância que encontra apoio, certamente, na maioria absoluta do PCP, não teve uma única voz que o apoiasse no momento.

Ontem foi o último dos debates. Durante o dia de amanhã contamos fazer uma análise global dos mesmos ponderando sobre o seu real significado e importância.

Anúncios

Responses

  1. As pessoas ligadas à poulação é uma falácia, as pessoas que estavam na sala eram ligadas ao PS, PSD, BE e CDS. Quando cheguei os unicos que estavam na sala e não eram candidatos eram os Jornalistas. Por importante se refere que à mesma hora do debate decorria um expressivo jantar de apoio à CDU com mais de 1000 pessoas, várias delas antigos autarcas do PS, PSD e BE que estiveram presentes a dar o seu apoio à CDU. Em consequência do Jantar o Paulo Silva esteve sozinho no debate e na altura das respostas, a que assisti deu um baile, de tal modo que os arruaceiros presentes, vendo o baile que estavam a levar, impediram o Paulo de continuar a sua intervenção.
    Sobre estes arruaceiros o Filipe não diz uma Palavra, o que demonstra uma vez mas a falta de objectividade do Filipe e a forma tendencosa como escreve.

  2. Caro Ricardo,

    Deve estar confuso e compreendo agora toda a sua intervenção no texto anterior sobre os candidatos a Presidente da Câmara Municipal do Seixal.

    Não subscrevo comportamentos arruaceiros e mal intencionados nem mesmo quando estes surgem em reacção às postura zombeteira de determinados elementos, bem identificados, do PCP.

    O Dr. Paulo Silva tem um comportamento errático ao longo dos últimos anos. Usualmente, quando sente as costas quentes, não se coíbe de gozar, achincalhar e deturpar as palavras dos seus adversários.

    Baile? Pois não vi! Arruaceiros presentes? E quem foram eles? Porventura terá visto algum comentário antes da segunda intervenção dos candidatos?

    Uma última nota. Não estou aqui para escrever de forma objectiva e não tendenciosa. Fui 10 anos militante do PSD e vou votar no Dr. Paulo Edson da Cunha no dia 11 de Outubro. Este blogue é visitado por quem quer e comenta também quem quer. Cada um, ao contrário do que acontece noutros espaços, é livre de escrever o que bem entender.

    Seja como for não escrevo aqui invenções, apenas o que se tem passado nos debates. Se não concorda fico feliz que o escreva. Mas se quer discordar e dizer o contrário tem naturalmente de apresentar os seus argumentos. E isso, infelizmente, ainda não o vi fazer.

    Cumprimentos,
    Filipe de Arede Nunes

  3. Este Filipe de Arede Nunes é um fascista que foi corrido do PSD pelos outros fascistas, e agora destila ódio ao PCP.

    Vai cantar a outros pardais que a mim não me enganas.

  4. Infelizmente o anónimo não sabe o que foi nem o que significa a palavra fascismo!

    Cumprimentos,
    Filipe de Arede Nunes

  5. O Arede Nunes não esconde neste post que mais do que odio ao PCP, ele tem odio ao Paulo Silva. É que enquanto o Paulo Silva é um advogado de sucesso, o Arede Nunes é um advogado frustrado, que vem para aqui acalmar as suas frustrações…
    O Paulo Silva, pelo que me contaram, esteve 5 estrelas, pois não só não teve medo de enfrentar uma plateia totalmente adversa – em que os moderadores não fizeram moderação como deizaram os agitadores do PS, do BE e do PSD fazerem arruaça – como ainda, no final, deu baile, de tal maneira que desorientou as hostes oposicionistas que aabaram o debate aos gritos…

  6. Os debates deveriam ter por objectivo o esclarecimento.

    Do que assisti, não houve esclarecimento, tão só, manifestações exarcebadas de clubite, de parte a parte.

  7. Caro Hugo, ou Ricardo, ou como é que é lá o seu nome (isto do IP é como o algodão, não engana!).

    Sabe, ao longo destes anos tenho tido muita paciência na blogosfera. Isto de responder a pessoas que não se identificam ou que criam multiplas personalidades é idiota!

    O senhor, quando escreve e assina Ricardo diz: “Quando cheguei os unicos que estavam na sala e não eram candidatos eram os Jornalistas” e quando escreve e assina Hugo diz “o Paulo Silva, pelo que me contaram”.

    Se é para me enganar, não vale a pena. Se é para enganar os outros leitores, permita-me que lhe diga o seguinte: não há assim tanta gente que visite este blogue!

    Quero com isto dizer que não darei mais importância ao que escreve. Afinal de contas não é sério!

    Cumprimentos,
    Filipe de Arede Nunes

    PS: Uma última nota para o esclarecer que está enganado quanto ao meu curriculum vitae. É que eu não sou advogado!

  8. Caro José Calisto,

    Tenho de concordar consigo. Os debates não serviram para quase nada. Faço no entanto a minha mea culpa. Também contribui para que não se tivessem discutido propostas.

    No entanto devo salientar que o próprio modelo de debate não propiciava que se discutissem ideias. Por um lado tempo era curto, por outro, são raras as oportunidades que as pessoas têm de expressar o que sentem relativamente ao poder autárquico. De certa forma estes debates serviram também para isso.

    Cumprimentos,
    Filipe de Arede Nunes

  9. AMORA A CONCELHO

  10. Vejam no youtube a grande revelação da politica nacional.
    http://videos.sapo.pt/qtgSWnuvi0rREArZZul5
    Este candidato do PS foi descoberto e é a grande aposta do grande olheiro político Sr. Alberto Sardinha, treinador do Clube Os Enganados do Pinhal do General e distinto militante do Partido Socialista.
    Ontem nos Gatos Fedorentos ficamos a saber que Fernão Ferro tem duas ruas e que a Arrentela vai ser a primeira freguesia deste planeta a dispor de casa de banho publicas para cães.
    Em Fernão Ferro o Carlos Pereira ficou ontem com a certeza que não vai ser reeleito para o próximo mandato.
    Vejam com os vossos próprios olhos e no próximo domingo votem no Vinhas porque esse sim tem nível

  11. Publiquei este coment no site do Rumo a Bombordo e quero partilhá-lo com todos:
    O Marco Teles das 17.32 horas é um ignorante.
    Essa das casas de banho paracães está boa. Não existem para os seres humanos e ele vai logo propor para os cães.
    Já agora para ser mais justo também criava para gatos e outras especimes que habitam o nosso concelho.
    Aqui está a prova provada da falta de comunicação entre os diversos candidatos do PS no concelho.
    Um individuo como o Marco Teles, que se auto-intitula culto vem na praça publica com audiência record (digamos os seus 30 segundos de fama)enterrar, sim enterrar politicamente o seu camarada que teve o pelouro da veterinária durante este ultimo mandato. Esta atitude vem demonstrar que nem numa com a importância residual como é esta o PS tem capacidade para demonstrar trabalho.
    Tenho dito.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: