Publicado por: Filipe de Arede Nunes | 07/10/2009

Debate entre candidatos à Presidência da Câmara Municipal do Seixal

CMS_03

Realizou-se ontem aquele que seria, provavelmente, o mais aguardado de todos os debates entre os candidatos às eleições autárquicas no concelho Seixal: o debate dos candidatos a Presidente da Câmara Municipal do Seixal.

Infelizmente não tivemos a oportunidade de ver o debate deste o seu inicio pelo que nos é impossível apresentar um relato do que se passou, mas conseguimos ainda assistir a algumas das questões/intervenções por parte do público e às respostas por parte dos candidatos.

O candidato do BE (Luís Cordeiro) pareceu-nos um homem sensato e cordato tendo-se apresentado com uma postura digna e honesta. Salientou a importância que a cultura e a educação representam, na perspectiva do BE, para o futuro e sucesso do concelho do Seixal. Ficámos positivamente impressionados com Luís Cordeiro.

Samuel Cruz (candidato do PS) tem um espírito aguerrido de que gostamos particularmente. Ao contrário que tivemos oportunidade de ver relativamente a outros candidatos do PS, Samuel Cruz parece ter uma noção global dos principais dossiers do concelho e uma visão global para o concelho. Partilhamos, em parte, do diagnóstico que fez do Seixal e também de algumas das propostas e soluções apresentadas.

O candidato do CDS (João Noronha) é um homem habituado a estas lides tendo sido, no mandato de 2001, membro da Assembleia Municipal. Infelizmente o CDS no Seixal é um partido pouco organizado e com dificuldade de encontrar quadros. Noronha é um homem simpático e espirituoso mas talvez seja necessário um pouquinho mais para ser candidato a presidente de uma câmara municipal como o Seixal.

Alfredo Monteiro, candidato pelo PCP e actual Presidente da Câmara Municipal do Seixal, tem um estilo peculiar e que provavelmente o terá prejudicado neste debate. Habituado a ter todo o tempo do mundo para fazer comícios na Assembleia Municipal não conseguiu, no tempo que teve disponível, fazer o que já o vimos fazer muitas vezes: destruir a oposição. Pareceu-nos um homem cansado e desejoso de sair. Não lhe vimos a garra e a sagacidade de outros tempos. Foi uma desilusão.

Por último uma nota sobre Paulo Edson da Cunha, o candidato do PSD. Estamos habituados a ver no discurso de Paulo Edson da Cunha um estilo mais coloquial e prazenteiro. Desta vez foi mais violento e forte. Não se coibiu de responder com frontalidade às muitas questões (paralelas ao debate político) que lhe foram colocadas e chegou mesmo a arrancar uma gargalhada geral quando se referiu à intervenção do líder de bancada do PCP Paulo Silva.

Foi um debate animado, com muita gente e onde o actual executivo da Câmara Municipal esteve em peso. Muitas questões ficaram por ser mencionadas. O género de debate não propicia o confronto de propostas entre os candidatos e o pouco tempo disponível não permite grandes explanações sobre os conteúdos programáticos.

Uma última nota para fazer referência a um pequeno facto. Infelizmente, mesmo depois de 35 anos de democracia, há pessoas que ainda não compreenderam o seu significado. Especial referência para os agitadores/incendiários do PCP que se esforçam a todo o custo para não discutirem as questões essenciais.

Esta noite teremos o último debate com os candidatos à Assembleia Municipal na sede da Associação Náutica do Seixal.


Responses

  1. No debate dos candidatos à Câmara Municipal do Seixal, Paulo Edson Cunha (PSD) quando se viu encurralado e sem argumentos para responder às questões colocadas pelo Sr. Paulo Silva (CDU), disse, fugindo às questões, que o senhor da CDU “devia sonhar com ele”. Desta forma propôs-se a enviar-lhe uma fotografia sua para que o Sr. Paulo Silva pudesse dormir mais descansado. Em exclusivo, o blogue O Flamingo teve acesso a essa fotografia e quis partilhá-la com todos. Vejam no blogue O Flamingo.

  2. Há um site que tem tudo sobre Câmaras e Vereadores. Eu me cadastrei e recebo todos os dias notícias. O site é:
    http://www.vereadores.net vale conferir.

  3. qual é a tua opinião sobre o teu ex-companheiro Miguel Martins e a sua ridícula intervenção? Não falas das coisas tristes do debate?

  4. Parece que para o Filipe os membros do PCP estavam impedidos de fazer perguntas… Porque as perguntas feitas não passaram, nas palavras do Flipe, de manobas de agitação… O que é que ele queria que etendessem uma passadeira laranja?

  5. Em primeiro lugar, parece-me que o Miguel Pina Martins fez uma excelente intervenção denunciando a política de terra queimada do PCP na Assembleia Municipal e a forma como este partido entente a democracia.

    Em segundo lugar, é preciso deixar claro que os membros do PCP não estavam de forma alguma impedidos de colocar questões. Aliás, os membros do PCP fazem, naturalmente, o que bem entendem. Isso não impede que eu critique a postura agitadora de muitos dos seus membros. Não comecei nisto há quinze dias. Conheço bem as técnicas e a praxis destas pessoas.

    Cumprimentos,
    Filipe de Arede Nunes

  6. Palavras para quê… É um artista português…O Miguel Pina Martins, que foi mal educado, faz uma intervenção de denuncia, os do PCP fazem agitação… Assim se vê a objectividade do Filipe!!!

  7. Não entendo porque diz que o Miguel Pina Martins foi mal educado! Pode explicar em quê?

    Cumprimentos,
    Filipe de Arede Nunes

  8. É obvio que para o Filipe as pessoas do PSD podem insultar, descendo à obscenidade, que ele considera sempre que tiveram um comportamento correcto!

  9. Caro Ricardo,

    Não respondeu à minha questão. Eu ouvi a intervenção e não me parece que o Miguel Pina Martins tenha sido em algum momento mal educado. Mas certamente que pode ter uma opinião diferente. Precisa é de dizer em que é que o ex-presidente da JSD Seixal foi incorrecto. Que tal?

    Cumprimentos,
    Filipe de Arede Nunes

  10. Não querendo de forma alguma causar qualquer incómodo a todo e qualquer leitor que possa ler o meu comentário, gostaria de abordar um pouco o que foi o debate dos candidatos à presidência da Câmara Municipal do Seixal.
    Estava com expectativas elevadas sobre este debate, mas infelizmente acabo por sair defraudado do mesmo.
    Senão vejamos, num contexto de alguma descredibilidade da política perante os cidadãos e sendo certo que a sala estava cheia (grande parte de apoiantes dos partidos em questão), a população dita “ateia políticamente” pouco presente esteve.
    Este poderia ser sem dúvida alguma um ponto de partida para uma reflexão de todos. Principalmente do sr. Samuel Cruz.
    Pude também assistir ao debate em Corroios, em que este sr. esteve presente no público, o qual teve um comportamento muito pouco correcto para quem pretende ser presidente da câmara, mostrou má-educação e muita falta de respeito.
    Falta de respeito que também mostrou neste ultimo debate ao provocar deliberadamente alguns dos presentes.
    Considero que a política não se faz de provocações, a política faz-se através de ideias…projectos…mas fundamentalmente, TRABALHO!
    Se considero que a campanha eleitoral deve ser durante os 4 anos de mandato, não é em vão, o trabalho desenvolvido por todos, mesmo que em posições diferentes terá que invariávelmente ir nesta direcção, contudo o que assisto é que durante 3 anos e meio, pouco se trabalha, mas nos ultimos 6 meses, costuma assistir-se a muita distribuição de papeis/propaganda, entre outras situações.
    E como dirigente associativo tenho que “tirar o chapéu” à CDU, pela política que tem vindo a seguir no apoio constante ao Movimento Associativo.
    Não nos podemos esquecer da importância que o Movimento Associativo assume, não só para as pessoas que o fazem, bem como para um sustentavel desenvolvimento do sentimento de cidadania de todos nós.
    Não me passa pela cabeça dizer que o Concelho tem colectividades a mais (algo referênciado por membros do Partido Socialista)!
    Não me passa pela cabeça tratar as colectividades como empresas que devem apresentar lucro, senão vejamos…se são associações sem fins lucrativos, como poderão ser avaliadas e encerradas se ao fim de 3 anos apresentarem resultados negativos (também é defendido por membros do Partido Socialista)?
    Nunca me passaria pela cabeça dizer que Colectividade X ou Y não fazia qualquer sentido existir, por haver outra próxima! Assim sendo também não haveria Benfica e Sporting (visão também apresentada por membros do Partido Socialista).
    Gostaria que não se analisasse este comentário como uma crítica explicita ao PS, apenas são reparos que eu considero de extrema importância serem feitos, para que se dê uma nova imagem da política.
    No que toca aos restantes candidatos, considero que o candidato do PSD, voluntária ou involuntáriamente optou por uma estratégia de realce pessoal, sobre o que já fez e cargos políticos já ocupados, penso que acabou um pouco prejudicado por esta “estratégia”.
    O candidato do CDS…podemos caracterizar o mesmo com o seguinte ditado “a pessoa certa, no sítio errado”.
    O candidato do BE, apresentou-se uma pessoa muito ponderada, claro sinal da sua experiência pessoal, com algumas sugestões que poderão ser postas em prática.
    O candidato da CDU, apesar do seu muito à vontade…acabou condicionado pelo tempo, como todos os outros, contudo o formato do debate acaba por não beneficiar ninguém! Mas julgo que se portou à altura.
    O candidato do PS, muito provavelmente foi o mais coerente de todos, apresentou a mesma postura que optou por ter em outros debates, de má-educação e falta de respeito.

    Cumprimentos a todos,

    Paulo Gonçalves


Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s

Categorias

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

%d bloggers like this: